segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Porque é tão difícil escolher o que vestir?

o que vestir

É geral este problema, certo? O pânico de não saber o que vestir, ou de manhã antes de sair para o trabalho quanto estamos em cima da hora, ou num evento em que nos preparámos tão cedo e depois ficamos ali, maquilhadas, de cabelo arranjado e sem saber que roupa levar.

Diria que a primeira razão para isto acontecer é: excesso de roupa.
Não acreditam? Se tivéssemos apenas uma opção seria fácil, ou não? Não há necessidade disso, podemos ter diversas opções, aliás, podemos ter roupa para mil conjuntos mas isso não significa que tenhamos de ter mil peças de roupa. Pelo contrário, quanto menos, melhor. Melhor para a carteira, melhor para a arrumação e melhor para essas horas de indecisão.
Na realidade há estudos que mostram que vestimos apenas 20% do que temos, o que comprova que 80% está no roupeiro a ocupar espaço e a atrapalhar-nos. Se quando queremos uma camisola azul recorremos ‘àquela’ camisola azul, sempre a mesma, porque havemos de ter lá mais cinco umas em cima das outras a encher a gaveta?
Já repararam bem nas fotos de armários que nos servem de inspiração? Porque são tão atrativas? Porque pensamos sempre “quem me dera ter um armário assim…”, arrumado, organizado, bonito e apelativo. Olhem bem para esses armários e vejam só o que têm em comum…pois, pouca roupa. 
E, pouca roupa não é só ter duas ou três peças, é ter o essencial para cada uma de nós, em função do nosso estilo de vida, e já agora, do espaço.


lovelylooknow

Aqui ficam dicas para conseguir um closet de sonho:

  • Ter APENAS uma peça por cabide
  • Separar a roupa por finalidade, festa, trabalho. lazer, desporto, praia…
  • Organizar os itens por tipo (casacos, camisas, saias, etc)
  • Começar da peça mais comprida para a mais curta, da esquerda para a direita (dá um aspecto mais harmonioso)
  • Em cada uma destas divisões, organizar por cores


A ideia principal é conseguir ver SEMPRE tudo o que temos quando abrimos a porta do roupeiro. Não ter de andar à procura da roupa x ou y ou nem sequer sabermos o que temos ali dentro.

Tenham “à mão” apenas o que usam e só o que usam. O que vos serve, o que gostam, o que está em bom estado, tudo o resto dêem a alguém que precise ou troquem com as amigas, ou, se por algum motivo não se conseguem desfazer de alguma coisa, guardem. - mas noutro lugar.

Vão ver como é mais fácil, muito mais fácil. 


E depois de arrumarem o armário, cuidado com as novas compras! Só deve entrar o que cumpre os requisitos.

Convencidas? Ora experimentem...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Básicos | Trench coat

que trench coat usar





Num mundo onde as tendências aparecem e desaparecem a uma velocidade estonteante, onde parece que nada mais há a inventar tal é a variedade, os básicos são e serão sempre grandes aliados. 
Fiéis porque nos ficam sempre bem, companheiros que se mantêm de estação para estação e versáteis pois ficam bem com tudo.
Apesar disso, não há básicos universais ou obrigatórios, mas sim os básicos que funcionam para cada pessoa. Podemos mencionar alguns como a camisa branca, as calças pretas, o trench coat, sem que essas peças sejam obrigatórias em todos os armários. 
Não gosta de camisas brancas? Use uma malha em caxemira, não se consegue ver de calças pretas, aposta numas em azul escuro, e por aí fora.
Mais interessante ainda é pegarmos no nosso gosto e estilo pessoais e escolhermos as tais peças conhecidas como básicos em função disso. Como? Tendo atenção aos pormenores, há mil camisas brancas, há inúmeras calças pretas e um sem fim de trench coats.
As marcas sabem disso e dão-nos cada vez mais opções, as peças chave a ter sempre no nosso armário vão-se reinventando todas as coleções para que se adaptem ao nosso estilo, e claro, acompanhem de certa forma as tendências.

Mas se vão acompanhando as tendências e há tanta escolha como escolher os nossos básicos?


básico
  1. que serve de base
  2. fundamental; essencial

Em primeiro lugar têm que ser peças que gostamos e que nos ficam bem, aquelas que nos apetece usar sempre. Devem ser de cores neutras ou de cores que usamos com frequência, ou que fiquem bem com a maioria da roupa que temos no armário.
O corte deve ser bom e os materiais de qualidade.
Não devem ter muitos pormenores para poderem ser facilmente conjugadas.
Normalmente dão para usar em qualquer altura do ano.


São a base para misturar com tudo o resto, com um pormenor mais extravagante, com mais básicos, com o que quisermos pois a base está lá.
Podem ser o ponto de partida para um conjunto mais simples, ou a peça chave que fecha um coordenado mais elaborado. São os essenciais do nosso guarda-roupa.


E para estes dias de chuva, o trench coat é a peça essencial do momento. Do mais simples e intemporal ao mais elaborado, é só uma questão de gosto.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Intropia

spring loading

INTROPIA | M.A.C. | INGLOT


É nesta altura que começamos a querer deixar o frio para trás e a desejar os dias maiores e mais quentes. E é nesta altura que as coleções se tornam tão atraentes, uma lufada de ar fresco no meio dos dias chuvosos.

A Intropia é uma delas e é uma das primeiras marcas que eu gosto de namorar. Tão feminina, tão diferente, tão primaveril.

A-DO-RO!